Loading...

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Central de Inteligência da SMTT soluciona problemas no trânsito

Inaugurado em setembro do ano passado, o Centro de Inteligência de Transportes de Trânsito (CITT) da Prefeitura de Aracaju já se consolidou como uma ferramenta indispensável para a melhoria do trânsito da capital. Depois da implantação do CITT, foram solucionados inúmeros problemas ocorridos nos cruzamentos onde câmeras de monitoramento estão instaladas.

No centro de inteligência, situado no prédio da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), agentes treinados monitoram os 12 pontos da cidade nos quais foram instaladas câmeras especiais. Ao identificar alguma ocorrência que possa provocar transtornos no trânsito, os agentes do CITT passam as informações via rádio para os agentes de trânsito mais próximos do local indicado.

"O Centro de Inteligência veio para agilizar a solução de eventuais problemas do trânsito aracajuano, tão afetado pelo excesso de carros em circulação. Trabalhamos com câmeras especiais, além de um moderno sistema operacional", conta a assessora especial da SMTT, Sheila Thereza.

Central Semafórica
Para ampliar ainda mais o alcance do sistema, a Prefeitura de Aracaju vai implantar em breve a central semafórica. De acordo com Sheila, a central semafórica permitirá controlar o tempo de funcionamento das luzes dos semáforos diretamente do CITT, através de computadores. "Com esse sistema, tornaremos o trânsito mais fluido, mais dinâmico", explica. Atualmente, os semáforos da cidade são regulados manualmente.

Outro importante serviço prestado pelo CITT é a concessão das imagens captadas pelas câmeras a órgãos interessados, sobretudo de segurança, e à imprensa. A central possui um banco de dados, no qual as imagens são armazenadas por até um mês.

Câmeras

A principal ferramenta do CITT é o conjunto de câmeras instaladas em 12 cruzamentos da cidade: avenida Ivo do Prado com Barão de Maruim; Beira Mar com avenida Francisco Porto; Tancredo Neves e Murilo Dantas; avenida Hermes Fontes com Barão de Maruim; Gonçalo Rollemberg Leite, Sílvio Teixeira e Tancredo Neves; avenida Augusto Franco com Gonçalo Rollemberg Leite e Desembargador Maynard; além dos entroncamentos da avenida Sílvio Teixeira com Pedro Valadares e rótula do São Conrado, na avenida Heráclito Rollemberg.

A função das câmeras é, além de detectar problemas nas vias em tempo real, identificar infrações e estudar as melhorias que as vias necessitam para que ocorram menos congestionamentos. Todas as 12 unidades conseguem captar imagens em 360° por 24 horas, sem interrupção.

Esse sistema possibilitará a implantação futura da Central Semafórica, que reduzirá o tempo de espera e a intervenção remota no tempo dos semáforos, agilizando, sobretudo, os atendimentos de urgência realizados por ambulâncias.